Governo de SP

Notícias

Fique por dentro das notícias

Estado e prefeituras discutem o desenvolvimento regional

A Prefeitura de Piracicaba sediou, na manhã de ontem, uma reunião para discussão do Aglomerado Urbano de Piracicaba. O encontro contou com a participação do prefeito anfitrião, Barjas Negri, demais prefeitos e representantes dos municípios que integram o Aglomerado (23 no total). Também participaram Marco Vinholi, Secretário Estadual de Desenvolvimento Regional e Marcos Camargo Campagnone, Secretário Estadual de Assuntos Metropolitanos.

Na ocasião, foi apresentado o PDUI (Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado) do Aglomerado Urbano de Piracicaba. O documento se assemelha, guardadas as proporções, ao Plano Diretor de Desenvolvimento Municipal, no entanto, atua em caráter macro, norteando as ações para desenvolvimento da região.

O prefeito Barjas Negri, que é membro do Conselho de Desenvolvimento do Aglomerado Urbano de Piracicaba, salientou a relevância do encontro para o alinhamento das perspectivas e definição das ações adotadas pelos municípios englobados no conjunto. “Estamos inseridos em uma das principais regiões do Estado de São Paulo e, sem dúvida também, um dos principais polos de desenvolvimento do País. Os municípios do nosso Aglomerado Urbano sediam importantes plantas industriais e têm também forte apelo agrícola. É salutar a atenção dada ao Governo Estadual a nossos pleitos e estamos certos de que as melhores ações serão adotadas para o fomento econômico regional”, disse Barjas.  Vinholi citou a necessidade da efetiva retomada da atividade econômica nacional, o que representará o retorno dos investimentos do Governo Estadual para o desenvolvimento regional.

“ Temos como uma de nossas principais metas implementar com vigor um fundo de financiamento para que os municípios paulistas encontrem as condições de crescer, gerando empregos e divisas. Trata-se de ações conjuntas (Estado e prefeituras) de forma que cada um faça aportes financeiros para a criação dos meios para o retorno do crescimento real”, afirmou o Secretário Estadual de Desenvolvimento Regional.

A partir da reunião desta terça, ocorrida em Piracicaba, Estado e Municípios terão, em breve, novos encontros para prosseguirem com as políticas públicas relacionadas ao Aglomerado Urbano de Piracicaba.

Da Redação 

12 de junho de 2019 

Link: http://www.jornaldepiracicaba.com.br/estado-e-prefeituras-discutem-o-desenvolvimento-regional/

17/06/2019 Leia na íntegra a mat&ecute;ria (Estado e prefeituras discutem o desenvolvimento regional)

Juninho participa com outros prefeitos de reunião da aglomeração urbana

Prefeitos de vários municípios da região participaram nesta terça-feira (11) da reunião do Conselho de Desenvolvimento da Aglomeração Urbana de Piracicaba (AUP) para discutir a elaboração do Plano Diretor Urbano Integrado (PDUI) regional. O prefeito de Rio Claro, João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, participou da reunião que também contou com a presença de Marco Vinholi, secretário estadual de Desenvolvimento Regional, de Marcos Camargo Campagnone, subsecretário de Assuntos Metropolitanos, e do prefeito de Piracicaba, Barjas Negri, presidente do conselho da AUP.

O PDUI “é um instrumento de planejamento que estabelece diretrizes, projetos e ações que visam orientar o desenvolvimento urbano e regional, buscando reduzir as desigualdades e melhorar as condições de vida da população”. A reunião teve como objetivo apresentar aos prefeitos dos 23 municípios que compõem a AUP o andamento dos trabalhos para elaboração do PDUI.

“O plano diretor regional é importante para o desenvolvimento da região e os municípios devem unir esforços para atingir esse objetivo”, avalia o prefeito Juninho da Padaria.

Na reunião desta terça-feira, Marco Vinholi destacou alguns assuntos como a necessidade de ampliar as câmeras de monitoramento, principalmente nas rodovias. “É bom contar com o apoio do governo estadual, mas também é necessário que as cidades trabalhem juntas tendo o desenvolvimento como objetivo comum”, destaca Juninho.

Monica Frandi Ferreira, superintendente do Arquivo Público de Rio Claro, participou da reunião da AUP e lembra que o município tem participado ativamente das discussões dos assuntos de âmbito regional. De acordo com ela, “é importante que os municípios aproveitem as oportunidades de interlocução com o governo estadual para definir as políticas públicas de âmbito regional e discutir temas como o uso e a ocupação do solo, o desenvolvimento econômico, as políticas de desenvolvimento social e as diversas questões envolvendo o meio ambiente”.

Link: https://www.gruporioclarosp.com.br/2019/06/11/juninho-participa-com-outros-prefeitos-de-reuniao-da-aglomeracao-urbana/

12/06/2019 Leia na íntegra a mat&ecute;ria (Juninho participa com outros prefeitos de reunião da aglomeração urbana)

Sabesp inaugura obras em Várzea Paulista e Itupeva que beneficiam 110 mil pessoas

A  Sabesp  inaugurou, nesta segunda-feira (10), obras que levarão mais água aos moradores de Várzea Paulista e vão ampliar a coleta e  tratamento de esgoto em Itupeva. Os empreendimentos devem beneficiar cerca de 110 mil pessoas dos municípios  da região de Jundiaí. O diretor de Sistemas Regionais da Sabesp, Ricardo Borsari, esteve nas ações e também vistoriou obras em andamento nas cidades de Itatiba e Campo Limpo Paulista.

“Esse é um balanço extremamente positivo. Fizemos contato com as prefeituras no sentido da renovação contratual para possibilitar que continuemos fazendo importantes investimentos. O nosso objetivo é poder trazer a universalização para todas as cidades aqui da região”, destacou Borsari.

A  inauguração da automação e ampliação da capacidade de produção da Estação de tratamento de Água (ETA) de Várzea Paulista, no Jardim Palmeiras, vai aumentar a disponibilidade de água para cerca de 110 mil moradores. Com as obras da Sabesp e investimento de R$ 1,01 milhão, a ETA teve sua capacidade de produção ampliada em 75 litros de água por segundo, passando para 150 l/s.

No mesmo município, a Sabesp vai iniciar a construção dos reservatórios Jardim América e  Jardim Felicidade, com capacidade para 2 milhões de litros de água tratada cada um (investimento de R$ 3,93 milhões). No bairro Santa Terezinha, região central da cidade, serão substituídos 12 quilômetros de rede de abastecimento (R$ 2,83 milhões), medida que diminui o risco de ocorrências de vazamentos. Somados à obra de implantação do secador de lodo da Estação de Tratamento de Esgotos de Várzea Paulista (R$ 3,8 milhões), os investimentos da Sabesp no município vão ultrapassar R$ 11,5 milhões.

Em Itupeva, a Companhia entregou as obras da Estação de Tratamento de Esgoto  (ETE) Aparecidinha, na Vila Aparecida, com a instalação de módulo compacto para ampliação da capacidade de tratamento da estação. A medida deverá oferecer a agilidade necessária para que a Sabesp acompanhe o crescimento da cidade, mantendo a qualidade da prestação do serviço de esgotamento sanitário, fundamental para proteção ao meio ambiente. Nesta adequação foram investidos R$ 270 mil, beneficiando cerca de mil moradores do bairro Vila Aparecida e região.

Borsari vistoriou ainda as obras de adequação da ETA Campo Limpo Paulista, que serve a 193 mil pessoas, contando com o município de Várzea Paulista. Com investimentos de R$ 6,38 milhões, as obras envolvem reforma dos decantadores, sistema de lodo e modernização das instalações elétricas. Em Itatiba, a vistoria foi feita nas obras de implantação do Interceptor Itatiba e de redes  coletoras de esgoto no município, que vão atender cerca de 120 mil pessoas quando concluídas,  em novembro de 2020. Os investimentos nessas obras totalizam R$ 5,04 milhões.

 

Fonte: Portal do Governo

Link:http://www.saopaulo.sp.gov.br/spnoticias/sabesp-inaugura-obras-em-varzea-paulista-e-itupeva-que-beneficiam-110-mil-pessoas/

11/06/2019 Leia na íntegra a mat&ecute;ria (Sabesp inaugura obras em Várzea Paulista e Itupeva que beneficiam 110 mil pessoas)

Governo promove integração entre pesquisa e preservação

Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado, por meio do Instituto de Zootecnia (IZ), da Coordenadoria de Desenvolvimento Rural Sustentável (CDRS) e do Instituto Agronômico (IAC), conduz diversas iniciativas que aproximam a cidade do campo, além de integrar a pesquisa cientifica e transferências de tecnologias agropecuárias com a preservação ambiental.

Vale destacar que a ação é efetivada com a participação dos representantes técnicos nos Comitês de Bacias Hidrográficas, estabelecendo políticas públicas para tratarem, simultaneamente, do desenvolvimento e valorização do produtor rural e das ações de conservação ambiental e regularização do ciclo hidrológico.

Comitês

O diretor do IZ, Luiz Ayroza, incentiva a maior participação dos pesquisadores nas Câmaras Técnicas dos 21 Comitês e Bacias Hidrográficas do Estado. “A Comissão do IZ está sendo reativada para otimização de todas as áreas de reservas de proteção ambiental nas unidades de pesquisa e ter representatividade em todos os comitês de bacias onde estão localizadas”, explica.

A Comissão de Gestão Ambiental terá como objetivo propor ações de adequação ambiental das unidades de pesquisa, avaliar e incentivar projetos de pesquisa que busquem a inovação no desenvolvimento de sistemas de produção sustentável animal.

Todas as boas práticas de manejo produtivo e conservação dos solos são recomendadas para os produtores rurais, visando a “produção de água”, produtividade agropecuária e renda. “Essa integração transforma o produtor rural em guardião do meio ambiente”, ressalta João José Assumpção Demarchi, pesquisador do IZ e coordenador da Câmara Técnica de Recursos Naturais dos Comitês PCJ (dos rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí).

Cooperação

Com o IZ, a Secretaria de Agricultura e Abastecimento mantém um termo de cooperação com o SOS Mata Atlântica e a ONG Jaguatibaia (fornecedora de mudas), organizações não governamentais que trabalham na proteção e gestão ambiental, com o intuito de restaurar e adequar ambientalmente as fazendas de pesquisa.

O Instituto Agronômico também apresenta diversas ações que contribuem com a conservação do ambiente. Desde a preservação de recursos genéticos até a avaliação de emissões de gases de efeito estufa em ambientes agrícolas, além do desenvolvimento de plantas resistentes a pragas e doenças, que contribuem com o controle integrado, reduzindo aplicação de agrotóxicos.

“Nessa linha de agrotóxicos tem um amplo projeto de proteção do trabalhador e de tecnologia de aplicação, que resulta no treinamento de agricultores e na aplicação segura desses produtos, contribuindo para reduzir desperdício e reduzir a quantidade aplicada”, revela engenheira agrônoma Isabela de Clerici Maria, pesquisadora do IAC.

A engenheira destaca que as pesquisas abordam a conservação do solo (erosão e física). “São estudos para controle da erosão e da compactação do solo, orientando o planejamento conservacionista e a gestão ambiental de propriedades agrícolas”, acrescenta.

Extensão

Já na Extensão Rural, a CDRS representada pelas Casas de Agricultura do Estado, auxilia os produtores na manutenção do meio ambiente em suas propriedades, orientando no plantio de mudas arbóreas em Áreas de Preservação Permanente (APP), a utilização correta de defensivos agroquímicos e orgânicos, a conservação de solo, o uso racional da água, na conservação das nascentes.

“A importância dessas metodologias e técnicas vem ao encontro da preservação ambiental do munícipio para preservação, sustentabilidade e segurança alimentar”, salienta André Luiz Barreto, engenheiro agrônomo da Casa da Agricultura em Nova Odessa.

O Programa Município Verde Azul (PMVA) também é outra ação do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura e de Meio Ambiente, e instrumento da Política de Mananciais PCJ, sendo ferramenta indispensável para melhoria da gestão ambiental nas localidades.

A Política de Mananciais do PCJ visa à recuperação, conservação, preservação dos Mananciais de abastecimento urbano nos municípios que fazem parte dessa bacia hidrográfica, sendo um instrumento de política pública na gestão dos recursos hídricos e busca de segurança hídrica, integrando também campo e cidade e produtor rural com preservação ambiental.

Fonte: Portal do Governo

Link:http://www.saopaulo.sp.gov.br/spnoticias/ultimas-noticias/governo-promove-integracao-da-pesquisa-com-a-preservacao-ambiental/


 

 

11/06/2019 Leia na íntegra a mat&ecute;ria (Governo promove integração entre pesquisa e preservação)

Último lote com desconto no MundoGEO Connect e DroneShow 2019

Prazo para inscrição com desconto no último lote termina no dia 10 de junho. No total, entre todas as atividades do MundoGEO Connect e DroneShow são estimadas mais de 240 horas de conteúdos

Marque na sua agenda: de 25 a 27 de junho de 2019 acontecem no Centro de Convenções Frei Caneca, em São Paulo (SP), o 9º MundoGEO Connect e 5º DroneShow com o tema “Geotecnologias e Drones na Indústria 4.0″.

O prazo para inscrição com desconto no último lote dos seminários, cursos, fóruns e feira termina nessa segunda-feira (10/6) às 23h59 (hora de Brasília).

No total, entre todas as atividades do MundoGEO Connect e DroneShow são estimadas mais de 240 horas de conteúdos.

Consulte a programação detalhada completa, planeje sua participação e faça sua inscrição antecipada!

Geo e Drones na Indústria 4.0

A proposta dos eventos MundoGEO Connect e DroneShow é gerar insights e provocar discussões relacionados às soluções inovadoras que utilizam a geolocalização integradas a tecnologias disruptivas como Drones, Inteligência Artificial, Internet das Coisas, Realidade Virtual e Aumentada, Big Data, Machine Learning, Mobilidade Autônoma.

Conheça como esta Nova Economia vem influenciando a criação de novos modelos de negócios para atender os setores de Infraestrutura, Cidades Inteligentes, Meio Ambiente, Recursos Naturais, Governança Digital, Agricultura, Segurança e Defesa, o que tem causando uma verdadeira revolução tecnológica, econômica e social.

ultimo lote com desconto no mundogeo connect e droneshow

Atividades do MundoGEO Connect e DroneShow 2019:

Cursos Introdutórios:
• Pré-Curso Regulamentação para trabalhar com Drones
• Pré-Curso Introdução ao mundo da Geolocalização
• Pré-Curso Empreendedorismo na Prestação de Serviços com Drones

Fóruns e Seminários:
• 7º Fórum Empresarial de Drones: Mercado e Regulamentação
• 3º Fórum Empresarial de Geotecnologias: Mercado Público e Privado
• Seminário: Geo & Drones para Recursos Naturais e Meio Ambiente
• Seminário: Topografia, Laser Scanning e BIM
• Seminário: Geo & Drones para Cidades Inteligentes
• Seminário: Geo & Drones na Agricultura e Florestas
• Seminário: Geo & Drones no Mapeamento e Cadastro
• Seminário: Geo & Drones nas Inspeções e Monitoramento de Obras

Cursos Básicos e Avançados:
• Curso: Análise Espacial para Cidades Inteligentes
• Curso: Georreferenciamento e Certificação de Imóveis Rurais
• Curso: Drones para Mapeamento e Meio Ambiente – Básico + Avançado
• Curso: Drones para Agricultura – Básico + Avançado
• Curso: Topografia com Drone Phantom – Básico + Avançado
• Curso: Geo e Drones no Monitoramento de Grandes Estruturas
• Curso: Processamento de imagens de Drones – Básico + Avançado
• Curso: GIS, Big Data e Machine Learning
• Curso: Cadastro Técnico e Georreferenciamento de Imóveis Urbanos

Cursos Práticos:
• Curso Prático Montagem e Manutenção de Drones (3 turmas)
• Curso Prático Express: Produção de Mapas e Geoprocessamento com QGIS (3 turmas)

Atividades com acesso livre para inscritos nas atividades (cursos, seminários e fóruns) e/ou na feira:
• Conferência de Abertura: Geolocalização & Drones na Indústria 4.0
• Espaço POP – Encontro de Influenciadores de Foto e Filmagens com Drones
• Geodireito e Regularização Territorial
• Encontro IBGE
• Profissional Geo do Futuro
• Drones na Segurança e Defesa
• Encontro OpenStreetMap
• Encontro INPE
• Drones na Logística e Delivery
• Hackatona GeoSampa
• Encontro da Sociedade Brasileira de Cartografia

Consulte a programação completa

10/06/2019 Leia na íntegra a mat&ecute;ria (Último lote com desconto no MundoGEO Connect e DroneShow 2019)

6-10 of 586<  1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  ...  >