Governo de SP

Notícias

Releases

Emplasa levou sua experiência com geotecnologias ao MundoGEO Connect 2019

A Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano (Emplasa) participou do 3º Fórum Empresarial de Geotecnologias: Mercados Público e Privado, promovido pelo MundoGEO Connect e Drone Show no final de junho, quando apresentou o tema "Avaliação da qualidade de dados espaciais do Mapeamento Sistemático e Temático de Uso e Ocupação do Solo da RMSP e BHAT".

A Emplasa está desenvolvendo o Mapeamento Sistemático e Temático de Uso e Ocupação do Solo da Região Metropolitana de São Paulo e Bacia Hidrográfica do Alto Tietê, com financiamento do Fundo Estadual de Recursos Hídricos (Fehidro). Disponível no link: https://www.emplasa.sp.gov.br/ProdutosCartograficos/Produto/Mapeamento-Tematico-E-Sistematico-Da-Rmsp-E-Bhat---Projeto-Fehidro>

Adilson Haroldo Piveta, gerente da área de Cartografia e coordenador do projeto, enfatizou que a Emplasa levou ao MundoGEO Connect importante contribuição, uma vez que desenvolveu sistema próprio para garantir a qualidade da volumosa quantidade de informações geográficas resultantes do extenso mapeamento.

"O resultado permitiu superar rotinas de validação manuais, dando consistência às informações estratégicas ao planejamento territorial de escala regional", informou.

Segundo ele, os primeiros resultados apontaram ganho de performance na avaliação de erros (topologia e atributos), efetividade no reconhecimento do tipo de erro e suas ocorrências espaciais, elaboração de relatórios sintéticos de avaliação da qualidade do dado, e aderência aos critérios de qualidade de dados espaciais da ET-EDGV (Especificações Técnicas para Estruturação de Dados Geoespaciais Vetoriais).

05/07/2019 Leia na íntegra esta matéria: (Emplasa levou sua experiência com geotecnologias ao MundoGEO Connect 2019)



Região Metropolitana de Ribeirão Preto e Aglomeração Urbana de Franca discutem soluções para resíduos sólidos e ações de empreendedorismo nas regiões

Durante as reuniões ordinárias dos Conselhos de Desenvolvimento da RMRP e da AU de Franca, realizadas em 13 de maio, a Diretora de Controle e Licenciamento Ambiental da CETESB, Sra. Zuleica Maria de Lisboa Peres, falou sobre alternativas técnicas e jurídicas para a gestão integrada dos resíduos sólidos, de forma que se reduzam custos individuais por meio de soluções consorciadas e mediante destinação adequada do lixo gerado nas cidades.

 O Secretário Executivo da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Sr. Américo Sakamoto e o Coordenador de Empreendedorismo, Renda e Trabalho, Sr. Ademar Bueno discorreram sobre ações da Coordenadoria de Empreendedorismo, Renda e Trabalho em ambas as regiões para estimular o crescimento econômico, a competitividade, produtividade e o desenvolvimento sustentável. Mereceu destaque o primeiro “Mutirão do Trabalho” que será realizado em Ribeirão Preto no dia 27 de maio. Na ocasião, deverão ser oferecidas mil vagas de oportunidades de trabalho, 400 vagas da Frente de Trabalho, que fazem parte do programa do governo estadual e três mil vagas para qualificação no Centro Paula Souza, que tem cerca de 150 cursos disponíveis.

O Subsecretário de Assuntos Metropolitanos, Marcos Campagnone, posicionou os prefeitos e demais membros dos Conselhos sobre o andamento do Projeto Unidades de Informações Territorializadas (UITs), que a Emplasa e aFundação Escola de Sociologia e Política - FESPSP estão desenvolvendo na RMRP e na AU Franca e que resultarão em edições de atlas digitais, instrumentos destinados a contribuir na elaboração  de políticas públicas  compartilhadas das duas regiões.  

Marcos Campagnone destacou que as populações da RMRP e da AUF participaram das consultas públicas que ampliaram as informações sobre as potencialidades de desenvolvimento econômico, social e cultural, impulsionadores e barreiras ao crescimento locais.  

Assessoria de Comunicação - ACO

comunicacao@emplasa.sp.gov.br

11 3293-5318

15/05/2019 Leia na íntegra esta matéria: (Região Metropolitana de Ribeirão Preto e Aglomeração Urbana de Franca discutem soluções para resíduos sólidos e ações de empreendedorismo nas regiões)

Emplasa conclui estudo sobre potencial socioeconômico da RM de Ribeirão Preto

Estudo realizado entre setembro de 2018 e abril de 2019 pela Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano (Emplasa), em parceria com a Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP), evidenciou 11 setores da economia da Região Metropolitana de Ribeirão Preto (RMRP) com potencial para alavancar o desenvolvimento socioeconômico da região nos próximos anos ─ ampliando as possibilidades de geração e distribuição de renda com melhorias na qualidade de vida da população.

"Os dados levantados nesse projeto, a partir de fontes oficiais da região e sugestões da população ouvida em consulta pública, apontaram para a grande potencialidade das indústrias sucroalcooleira, metal-mecânica, de bebidas, de máquinas e equipamentos médico-hospitalares e odontológicos, química e biotecnologia, bem como dos serviços de saúde e educação, turismo e agropecuária, com a cana-de-açúcar, a soja e o amendoim", revelou o diretor de Planejamento e Novos Negócios da Emplasa, Joaquim Lopes da Silva Júnior.

Esses resultados concluem a primeira etapa do Projeto Unidades de Informações Territorializadas (UITs) ─ que é expertise da Emplasa ─, desenvolvido na RMRP até abril último. Já a delimitação das UITs da RMRP será finalizada em outubro próximo. Segundo Joaquim, o estudo e o banco de dados gerado vão subsidiar a elaboração do Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado da Região Metropolitana de Ribeirão Preto (PDUI-RMRP), que é exigência do Estatuto da Metrópole.

O Projeto UITs já é utilizado nos PDUIs das RMs de São Paulo, Sorocaba e Campinas e das Aglomerações Urbanas de Jundiaí e Piracicaba, bem como Planos Diretores e outros programas, projetos e ações voltados ao planejamento.

DIAGNÓSTICO DA RMRP

A equipe técnica da FESPSP, que realizou o trabalho de campo, destacou, entre as diversas atividades realizadas no período na região, a grande receptividade das oficinas técnicas, que atraíram representantes de setores da economia e de organizações diversas, bem como a consulta pública disponibilizada na internet entre 11/02 e 15/03, período em que os munícipes consultaram as informações e enviaram suas contribuições.

O estudo realçou, segundo os técnicos da FESPSP, a presença significativa do setor sucroalcooleiro na RMRP, com suas usinas de produção de álcool, açúcar e energia, e alto nível de inovação tecnológica, "o que confere posição de maior visibilidade na produção nacional".

É importante salientar que o setor tem potencial de crescimento da produtividade graças ao uso de tecnologia, e não necessariamente pelo aumento da área de plantio de cana-de-açúcar. Também é amplamente reconhecido o know-how desenvolvido e acumulado na RMRP nas áreas da bioquímica e biotecnologia, por meio de suas usinas de biogás e biodiesel.

Do mesmo modo, a atividade do turismo está relacionada não apenas aos atrativos naturais, históricos e culturais da região, mas também aos negócios e eventos ligados à produção sucroalcooleira. É possível apostar numa experiência turística diversificada em circuitos intermunicipais ─ ou até mesmo associá-la à produção cervejeira e de cachaça, aumentando a atratividade para ambas atividades.

Há, ainda, atividades que apresentam mercados em expansão, a exemplo da indústria de alimentos, com ampla gama de produtos, com destaque para a pesca, inserida também, no turismo de esporte e lazer. Outro exemplo é a indústria de software e automação industrial, voltadas às empresas e indústrias locais. Todo o quadro de produção econômica faz com que a região tenha forte presença na pauta de exportações brasileira.

Nesse contexto, os estudos apontaram fatores que merecem reforço na agenda do desenvolvimento socioeconômico da RMRP, como os processos produtivos com base tecnológica e apoio de centros de pesquisa, a presença de parques tecnológicos e de Arranjos Produtivos Locais, a localização geográfica privilegiada, além de estrutura logística satisfatória e mão de obra qualificada formada regionalmente.

São Paulo, 08 de maio de 2019

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

TEL.: 11 3293 5318

www.emplasa.sp.gov.br

www.facebook.com/Emplasa/

08/05/2019 Leia na íntegra esta matéria: (Emplasa conclui estudo sobre potencial socioeconômico da RM de Ribeirão Preto)

1-5 of 555<  1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  ...  >